Primavera em Lisse

Picture of SILVINADIAS

SILVINADIAS

A primavera em Lisse, tal como em todo os Países Baixos, é algo simplesmente belo e único. As ruas enchem-se de pops de cor e de aromas florais, os parques tornam-se ainda mais verdes e as cantorias dos pássaros preenchem o ar. 

Em Lisse, o jardim Keukenhof e os famosos campos de flores, são o grande centro de atração durante os meses primaveris. Por isso, no dia em que deixei Portugal e me mudei para Roterdão, decidi que passar um dia de primavera em Lisse seria algo que deveria estar na minha bucketlist de viagens. Desde esse dia, três primaveras deram o ar da sua graça até que a tão desejada aventura se concretizasse.

Assim que as primerias flores começaram a desabrochar e aquele que é considerado como o jardim da Europa abriu as suas portas ao mundo, comecei a planear a viagem e comprei os bilhetes para o Keukenhof para o “J” e para mim.

No dia 20 de Abril, a meio da manhã, saímos de Maastricht sem um plano definido. Apenas sabíamos qual era o nosso destino e a que horas queríamos chegar. Após duas horas de estrada, decidimos fazer a nossa primeira paragem, em Utrecht, para um almoço rápido e esticarmos as pernas.

Assim que terminámos a nossa refeição, que foi devorada em poucos minutos dado ao entusiasmo que sentia por saber que em pouco de mais uma hora estaria a concretizar um dos meus sonhos, voltámos à estrada.

Já perto do nosso destino, mas um tanto ou quanto desnorteados pela fila de trânsito que indicava que o jardim ficava para a esquerda e pelo GPS que nos encaminhava que era para a direita, decidimos seguir por um terceiro caminho. Na verdade, era um atalho onde mal passavam dois carros ao mesmo tempo de tão apertada que era a rua. Porém, assim que pasáamos os primeiros metros e meia dúzia de casas, deslumbrámos os mais lindíssimos campos de flores.

Enquanto trocava as minhas jeans e blusa pelo meu vestido floral, o “J” pegava na máquina fotográfica e preparava tudo para a nossa sessão. Ali, junto ao carro, parámos no tempo e contemplámos a beleza simples e pura daquele arco-íris de flores. E, enquanto os nossos olhos maravilhados tentavam captar aquela imagem que, até então apenas em fotos haviam visto, o perfume que enchia o ar deixou-nos completamente extasiados.

Após vários cliques e algumas brincadeiras a dois, que ficarão para sempre guardadas num belo registo fotográfico captado por um turista, entramos no carro e fomos em direcção ao jardim Keukenhof. Já sem qualquer expectativa de sermos surpreendidos. Já demasiado maravilhados.

Como comprámos os bilhetes no dia anterior, estacionar e entrar no jardim não poderia ter sido mais fácil e rápido. E lá fomos… De olhos postos no mapa do jardim, ainda a decidir qual o melhor caminho a seguir, fomos entrando e caminhando até que, a certo momento, paramos e olhamos ao redor. A beleza daquele lugar era (e ainda é) simplesmente feérica!

O tema escolhido para este ano (2019) foi os anos 90, o “Poder das Flores” e, ao longo do percurso percebemos o porquê desse nome. O parque é enorme, mas fizemos questão de visitar todas as gift shops (onde compramos um íman para a nossa colecção e um livro sobre o Keukenhof), bem como o pavilhão das orquídeas e o moinho. Que incrível!

Por volta das 18h, os visitantes começaram a ir embora e, finalmente, pudemos apreciar a verdadeira essência do jardim. O pôr-do-sol dava uma nova tonalidade à paleta de cores criada pelas mais diversificadas flores e o murmurinho de centenas de pessoas transformava-se numa cantoria entre pássaros. A calma instalou-se, por fim.

Aproveitámos aquele momento mais sereno, junto ao lago, para trocarmos algumas palavras um com o outro e agradecemos o dia mágico que passamos juntos. Antes de nos despedirmos daquele extraordinário lugar, pedi que voltássemos ao moinho para tirarmos as últimas fotografias do dia. O timimng não poderia ter sido mais perfeito! O sol despedia-se e o céu acabava de se pintar em tons de laranja e azul.

Com a chave na ignição e com o GPS a indicar-nos o caminho conduzimos em direcção ao nosso lar. Chegamos cansados, mas com a alma leve, mais um sonho realizado e muitas fotos para recordar aquele maravilhoso dia de primavera em Lisse.

Nota: Aqui, poderão aceder ao guia sobre a visita ao jardim Keukenhof e ao campos de flores. Toda a informação, desde qual a melhor altura para visitar Lisse, como comprar os bilhetes para o jardim e como chegar ao local, estão descritas nesse post. 

Partilha este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Os cookies servem para lhe proporcionar a melhor experiência neste website.